logo
Wrong email address or username
Wrong email address or username
Incorrect verification code
back to top
Search tags: fantasia
Load new posts () and activity
Like Reblog Comment
review 2014-12-01 03:18
Resenha: The Veilwalker Trilogy (Into the Veil, Through the Gloom, Across the Blood Red River) - Uma série que é uma verdadeira jóia escondida!

Como de costume para livros que não tem planos de serem lançados no Brasil, esta vai ser uma versão reduzida das minhas resenhas em inglês. Eu mesma perguntei para a Jennifer R. McDonald (tem como falar esse nome e não pensar na músiquinha da propaganda? Mac-donald!) se ela tem planas os de traduzir para outras linguas, e ela falou que por enquanto não, já que publica seus livros independentemente. Isso é realmente uma pena, já que esses estão entre os melhores livros que eu li esse ano, e se tornou uma das minhas séries favoritas. Vamos à resenha:

 

Into the Veil - 5/5 estrelas

O livro é narrado em primeira pessoa pela Lyric, uma menina de 16 anos que faz parte de um mundo paranormal que se move por entre o nosso - porém sem o conhecimento de humanos. Ela perece ser uma menina normal - fora a sua aparência meio fantasmagórica de olhos azuis claríssimos e cabelo loiro/branco, e a falta de amigos. Ela vai à escola, tem um irmão gêmeo chamado Lincon que é super charmoso, um pai que trabalha muito... Mas ela não é normal. Ela não tem amigos porque se muda muito, fugindo do seu próprio povo paranormal que poderia usar seus raros poderes contra eles.

 

Lyric e seu irmão são Veilwalkers, ou caminhantes do véu - isto é, o véu que separa o nosso mundo do purgatório. Eles estão na estrada desde o assassinato da sua mãe, que também era veilwalker mas foi morta pelos seus poderes. Mas o tem tem de mal em ser um caminhannte do véu? Bom, veilwalkers são os melhores espiões que existem, já que podem sair de seus corpos e andar pelo véu sem serem percebidos pelos outros seres vivos. e isso pode ser muito valioso.

 

Por isso ela não pode ter relações normais, nem com humanos nem com a sua gente. Eles são treinados como soldados pelo seu pai - um spell-caster (bruxo que faz poções e magia), que faria de tudo para mantê-los vivos. Além do seu irmão a única pessoa com quem ela fala é a Gemma, um espírito invocado que quer voltar para o véu, mas não pode já que Lyric e Lincon a tiraram de lá sem querer e não sabem colocá-la de volta! 

 

O livro é cativante, tem um ritmo super rápido e gostoso, e o mundo criado pela autora é muito consistente. Logo o começo o pai dela é raptado e eles obrigados a colaborar com um Clan de bruxos que tem, no mínimo, atitudes ambíguas. Com tanta maluquice acontecendo - ela junta vampiros, lobisomens, bruxos e outros seres que ela dever ter criado da cabeça dela - o mundo deve soar desorganizado, confuso e até meio clichê para você. Mas não é, juro!! É incrível como McDonald consegue fazer as coisas terem tanto sentido (ao ponto de eu me pegar pensando "Nossa, sem dúvida, é daí que vem este mito!") E ela faz isso sem esforço e sem parecer que está tentando te convencer.

 

Além disso, eu adorei o romance. Isso sem dúvida não é instalove, e também não é o foco do livro. Ele cresce de maneira orgânica, e é tão lindo que eu - romântica inveterada - não pude deixar de me derreter. Claro, é um livro Young Adult, com protagonistas extremamente jovens. Ela toma umas decisões mal pensadas, o que é de se esperar. Mas ela não é, nem de longe, burra. é uma protagonista forte e leal, que vale o título de heroína.

 

Through the Gloom - 4.7/5 estrelas

Em Through the Gloom Lyric está determinada a encontrar a verdade sobre a morte da sua mãe. A pessoa que ela ouviu ser o assassino a vida toda - e da boca do próprio pai - pode não ser bem o que parece. E Lyric não vai descansar até descobrir a verdade.

 

Esse livro do meio surpreende por não ser um livro "enche linguiça". a autora realmente explora os relacionamentos - da Lyric com o irmão, com o Aiden (o mocinho), com o seu mundo sobrenatural, e principalmente consigo mesma. Ela vai descobrir do que é capaz, em uma trama cheia de curvas e voltas inesperadas!

 

Across the Blood Red River - 4.5/5 estrelas

Já o último livro da série é sem dúvida o melhor. Ele satisfaz tudo que um último livro deveria: temos respostas para as principais perguntas, um final super real e lindo para o romance, a introdução de diversos novos personagens (assim como o desenvolvimento de vários outros), e principalmente um amadurecimento considerável para a nossa heroína. Tudo, menos um final! 

 

Por isso eu dei a nota menor. Ele não acaba realmente. Tudo bem, as coisas se resolvem, mas quem já ouviu falar em uma série que termina com um epílogo em que os personagens principais estão começando outra aventura? Tudo bem, a Jennifer está escrevendo uma outra série, chamada The Helios Chronicles (vai ser lançada em breve) que se passa neste mesmo mundo e que vai ter muitos dos nossos personagens favoritos. Mas mesmo assim, fiquei com um buraco aberto no meu coração... (tá bom, tá bom, sem drama!)

 

Minha nota: 5/5 (para a série como um todo)

Eu leria novamente? Sem dúvida

Eu vou ler outros livros da autora? Com certeza!
Eu recommendo? Sim, para fans de YA e fantasia que leiam em inglês e gostem de um mundo muito bem construído. Sério, eu não sei como esta série não é mais famosa! E ela é baratinha no Kindle, vale muito a pena!

Like Reblog Comment
review 2014-11-17 16:37
Resenha: Brew, de David Estes. Divertido, engraçado, e inteligente!
Brew (Salem's Revenge Book 1) - David Estes

Como de costume para livros que não tem planos de serem lançados no Brasil, esta vai ser uma versão reduzida da minha resenha em inglês. Davis Estes é um autor que publica os seus livros independentemente - ou seja, sem uma Editora - e por isso não tem condições de publicar seus livros em Português (eu perguntei pessoalmente, já que ele é meu amigo no Goodreads e um cara muito legal!)

 

Sinopse (traduzida por mim, de maneira não oficial): 

 

A Vingança de Salém ataca sem aviso nem misericórdia, desolando a raça humana que fica impotente sob as forças de gangues de bruxas, magos e feiticeiros. Durante o abate, os pais e irmã adotivos de Rhett Carter são mortos, e seu melhor amigo e namorada são raptados por uma gangue de bruxas que se autodenomina os Necromancers - um grupo que lida com a magia negra de ressuscitar os mortos. Com uma espada mágica em punho, o vizinho misterioso de Rhett o salva de se tornar mais uma vítima do massacre e lhe ensina as habilidades que ele precisa para sobreviver neste novo mundo.

Mas Rhett está quebrado, sua vida normal de colegial blogueiro e jogador de futebol foi enfiada em um liquidificador e desmantelada pelo apocalipse-mágico. A única coisa que lhe resta é o seu ardente desejo de vingança. Armado com suas novas habilidades de caçador de bruxas e um fiel cão mágico chamado Hex, ele sai para o desconhecido com uma missão: caçar e destruir aqueles que lhe tomaram tudo que ele já amou no mundo.

Mas Rhett não é apenas um caçador de bruxas; ele tem seus próprios segredos. Segredos que seus inimigos vão fazer de tudo para que ele não descubra. Mas descobrir a verdade sobre si mesmo é a única esperança da raça humana.

 

Bom, eu comecei este livro tendo algumas dificuldades, porque eu achei que seria um daqueles livros sérios, onde o autor tentaria me convencer de verdade que este mundo distópico que ele criou é possível. Mas lá pelo segundo terço do livro - em que as coisas finalmente começaram a acontecer e o nosso personagem principal, Rhett, começou a interagir com outros personagens muito interessantes (como o próprio Hex, a Laney e a Trish) - a coisa começou a fazer sentido para mim.

 

Este não é um livro sério! É um livro tipo super herói, onde as coisas que acontecem são inacreditáveis e malucas - no bom sentido da palavra. Com a entrada da Laney na história, tudo ficou mais divertido e inteligente. O diálogo surreal e hilário entre eles foi sem dúvida a melhor parte do livro. Quer um exemplo?

 

“I wake up in the dark. Or are my eyes closed? It’s so black they might as well be. But no…I think they’re open. I poke at my eye just to be sure. Ow!” TRADUÇÃO NÃO OFICIAL: "Eu acordei no escuro. Ou os meus olhos estão fechados? Está tudo tão escuro que talvez eles estejam. Mas não... eu acho que eles estão abertos. Eu vou cutucar meu olho só pra ter certeza... Ai!"

 

Como não se dobrar de tanto rir com coisas desse tipo? O livro foi um pouco confuso as vezes, e outras vezes foi óbvio adivinhar o que iria acontecer. Mas em geral, foi um livro super divertido.

 

Minha nota: 3.8/5

Eu leria novamente? Provavelmente não

Eu vou ler os próximos da tilogia? Sim, foi divertido!
Eu recommendo? Sim, para fans de YA que tenham mais de 12 anos (tem muita violência e terror) que queiram ler algo leve e engraçado, sem muita conexão com a realidade e muito sangue!

Like Reblog Comment
review 2013-12-20 07:59
L'amore è la difesa migliore contro il male: quando tutti ameranno tutti nessuno avrà più bisogno di difendersi.
Nel Regno della Fantasia - Geronimo Stilton

Avete voglia di staccare la spina dalla realtà? Volete sognare ad occhi aperti? Allora non dovete far altro che aprire questo magnifico libro! Nel Regno della Fantasia è una storia non proprio originale, ma al tempo stesso è costruita in modo innovativo: le pagine sono arricchite da disegni molto belli che, se strofinati, sprigionano un profumo (o una puzza, non dimentichiamo i Troll!) che potete associare ad ogni magico Regno, e in commercio c'è anche la colonna sonora, che personalmente trovo carinissima! In fondo al libro si trova anche il Dizionario della Fantasia e delle Creature Fantastiche, davvero interessante! 
Avanti, siete tutti invitati in questo viaggio all'insegna dell'amicizia e del coraggio: vi aspettano streghe e fate, giganti e folletti.. potrete sgattaiolare a Rocca Strix per scoprire i piani della malvagia regina delle streghe, o visitare Grancampanula e Picco del Fantasma Pallido.. un'avventura indimenticabile!

Like Reblog Comment
review 2013-12-19 11:23
Cosa c'è di più bello che andare in un luogo meraviglioso? Ritornarci..
Grande ritorno nel Regno della Fantasia - Geronimo Stilton

Conoscevo già il Regno della Fantasia, sono una grande fan di questi libri, sia della collana per bambini che di quella per ragazzi (iniziata con Il reame perduto-Cronache del Regno della Fantasia), sono cresciuta leggendo Stilton e questi magici luoghi mi hanno accompagnata per tutta l'infanzia e l'adolescenza, hanno un significato speciale per me. 
Nonostante questo sia il nono volume della serie lo si può tranquillamente leggere separatamente dagli altri, in quanto ogni avventura ha un inizio e una fine non strettamente collegati agli altri libri. Qualche personaggio compare anche nei volumi precedenti, ma le spiegazioni non mancano e di conseguenza non si crea mai confusione, quindi potete leggerlo (o regalarlo!) anche senza avere tutti gli altri libri. 
Come sempre la storia è semplice e avventurosa, non mancano i pericoli e i tradimenti, ma ci sono anche tanti insegnamenti e spunti di riflessione, oltre ai personaggi divertenti e ben caratterizzati. Per i bambini è un'ottima lettura proprio perché ogni personaggio incarna in modo estremo una qualità o un difetto: la bontà della regina Floridiana, il coraggio di Geronimo, la cattiveria di Stria, la perfidia della corte delle Fate Nere, la lealtà di Scribacchius.. sono personaggi tutto d'un pezzo, senza particolati sfaccettature, ma che proprio grazie a questo possono far capire ai bimbi cos'è giusto e cosa sbagliato, riescono a fa distinguere per bene il bianco e il nero, senza però risultare noiosi o monotoni. 
E poi, l'avrò ripetuto mille volte, io AMO il Regno della Fantasia. Ne adoro i luoghi, l'atmosfera magica e fantastica, mi piacciono gli incantesimi divertenti e le creature meravigliose che ci vivono. Nella Bottega del Vero e del Falso, per esempio, la maga Saltellula potrebbe aiutarvi a trovare il travestimento che vi serve.. oppure potreste imbattervi in Gargante, il drago più grande di tutto il Regno, che custodisce la potete Catena che Lega e Non Slega. E cosa fareste se la regina delle fate vi chiedesse di portarle il Concentrato di Tristezza? Ovvio, partireste per il villaggio della Malinconia.

In fondo al volume, in più, potrete trovare il Legendarium, il magico libro di Scribacchius (130 pagine, circa) che contiene segreti, curiosità e storie sul Regno e sui suoi personaggi.. un testo davvero utile e divertente! 
Ogni viaggio nel Regno della Fantasia porta una ventata di avventura e di amicizia, non vi resta che aprire il libro e iniziare a sognare..

More posts
Your Dashboard view:
Need help?